Pesquise neste blog

segunda-feira, 8 de junho de 2009

Um Passeio na Urca

A Urca é um dos recantos mais aprazíveis do Rio. Sua localização é privilegiada: o bairro situa-se entre o Pão de Açúcar e a Baía de Guanabara.

Nessa pequena faixa de pouco mais um quilômetro estão exemplares de vários estilos arquitetônicos: neoclássico, neocolonial, eclético...

Um passeio pelo bairro em uma manhã de domingo, em pleno outono, pode revelar imagens incríveis.

Entre os destaques do bairro estão a Igreja de N.Srª do Brasil (construída em 1929, em estilo neocolonial), o Edifício do CPRM (construído em 1881), a antiga casa de Carmen Miranda, além dos chalés e casas.


Um Pouco de História



Até o final do século XIX, o bairro da Urca não existia, simplesmente porque as águas da Guanabara batiam diretamente nas rochas que circundam a Urca e o Pão de Açúcar. De um lado, a praia da Saudade e a praia Vermelha, de outro, a praia de Fora e o Cara de Cão com a Fortaleza de São João. Para esta o acesso era feito diretamente por mar.

Entre 1870 e 80, o comerciante português Domingos Fernandes Pinto planejou transformar o local num novo bairro, ou melhor, numa nova cidade, com os prédios obedecendo "a um novo estilo, elegante e artístico". Em 2 de março de 1895, ele assinou contrato com a Intendência Municipal para a construção de um cais, ligando a praia da Saudade, em frente ao Instituto Benjamim Constant, à Escola de Aprendizes de Artilheiros, na Fortaleza de São João.

Mas o sonho de Domingos Fernandes Pinto não se realizou. Anos depois, o Exército embargou a obra, para não prejudicar a defesa do Forte.

Em 1921 um novo personagem entra para a história da Urca: o engenheiro Oscar de Almeida Gama. Ele constitui a Sociedade Anônima Empresa da Urca, com o objetivo de dar execução aos contratos para construção de um cais, ligando a praia da Saudade à Fortaleza de São João, nos termos do contrato de 1919, entre a Prefeitura e Domingos Fernandes Pinto.



Mas é na virada da década de 30 para 40 que a Urca se torna conhecida como o bairro de "risonhos bungalows à beira-mar".


Confira fotos de um domingo na Urca:















































Fotos: Leo Ladeira e Alexandre Siqueira.