Pesquise neste blog

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Os segredos do Castelinho




Contar a história de uma importante construção da Zona Sul carioca, por meio de fotografias e instalações visuais. Esta é a proposta da artista Lúcia Avancini, curadora da exposição “Que segredos têm o castelo?”, que acontece a partir deste sábado, no Centro Cultural Oduvaldo Vianna Filho, o Castelinho do Flamengo.

— A nova proposta do Centro Cultural tem seu enfoque nas artes visuais. E esta mostra, além de conjugar arte e fotografia em suas múltiplas expressões, lança um olhar sobre o próprio castelo, revelando sua curiosa história — explica Lúcia.



A mostra, promovida pela Secretaria municipal de Cultura, vai apresentar os trabalhos de 20 artistas que, por meio da imagem, dão significados aos desvãos, aos rendados, aos encantos e recantos do Castelinho do Flamengo.

Os visitantes podem conferir a exposição de terça a sábado, das 10h às 20h, e aos domingos, das 10h às 18h, até 30 de novembro. O Centro Cultural Oduvaldo Vianna Filho fica na Praia do Flamengo 158 (2205-0655). E a entrada é gratuita.


Fonte: Globo Zona Sul - 15/10/09.

segunda-feira, 8 de junho de 2009

Um Passeio na Urca

A Urca é um dos recantos mais aprazíveis do Rio. Sua localização é privilegiada: o bairro situa-se entre o Pão de Açúcar e a Baía de Guanabara.

Nessa pequena faixa de pouco mais um quilômetro estão exemplares de vários estilos arquitetônicos: neoclássico, neocolonial, eclético...

Um passeio pelo bairro em uma manhã de domingo, em pleno outono, pode revelar imagens incríveis.

Entre os destaques do bairro estão a Igreja de N.Srª do Brasil (construída em 1929, em estilo neocolonial), o Edifício do CPRM (construído em 1881), a antiga casa de Carmen Miranda, além dos chalés e casas.


Um Pouco de História



Até o final do século XIX, o bairro da Urca não existia, simplesmente porque as águas da Guanabara batiam diretamente nas rochas que circundam a Urca e o Pão de Açúcar. De um lado, a praia da Saudade e a praia Vermelha, de outro, a praia de Fora e o Cara de Cão com a Fortaleza de São João. Para esta o acesso era feito diretamente por mar.

Entre 1870 e 80, o comerciante português Domingos Fernandes Pinto planejou transformar o local num novo bairro, ou melhor, numa nova cidade, com os prédios obedecendo "a um novo estilo, elegante e artístico". Em 2 de março de 1895, ele assinou contrato com a Intendência Municipal para a construção de um cais, ligando a praia da Saudade, em frente ao Instituto Benjamim Constant, à Escola de Aprendizes de Artilheiros, na Fortaleza de São João.

Mas o sonho de Domingos Fernandes Pinto não se realizou. Anos depois, o Exército embargou a obra, para não prejudicar a defesa do Forte.

Em 1921 um novo personagem entra para a história da Urca: o engenheiro Oscar de Almeida Gama. Ele constitui a Sociedade Anônima Empresa da Urca, com o objetivo de dar execução aos contratos para construção de um cais, ligando a praia da Saudade à Fortaleza de São João, nos termos do contrato de 1919, entre a Prefeitura e Domingos Fernandes Pinto.



Mas é na virada da década de 30 para 40 que a Urca se torna conhecida como o bairro de "risonhos bungalows à beira-mar".


Confira fotos de um domingo na Urca:















































Fotos: Leo Ladeira e Alexandre Siqueira.

sábado, 9 de maio de 2009

Um Passeio pelo Cosme Velho e Laranjeiras


Domingo passado foi a vez de passearmos por dois bairros históricos e pitorescos do Rio: Cosme Velho e Laranjeiras.

Ali viveram personalidades como Machado de Assis, Cecília Meireles, Austregésilo de Athayde, Eliseu Visconti, Ana Amélia Carneiro de Mendonça, Marcos Carneiro de Mendonça, Roberto Rodrigues, entre muitos outros.

O passeio começou pelo alto do Cosme Velho, onde vimos o Largo do Boticário, que, infelizmente, está em péssimo estado de conservação.

Depois vimos o belo Solar dos Abacaxis, a Bica da Rainha, os antigos palacetes, a Casa Rosa (onde outrora funcionou um famoso prostíbulo) e as Casas Casadas, restauradas há pouco tempo.


Confira as fotos:


Detalhe do Solar dos Abacaxis


O belo Solar dos Abacaxis, onde moraram Ana Amélia Carneiro de Mendonça e
Marcos Carneiro de Mendonça, pais da crítica Barbara Heliodora



O Largo do Boticário


Mais uma do Solar dos Abacaxis


Detalhe das Casas Casadas de Laranjeiras


Casas Casadas de Laranjeiras


A Casa Rosa


Azulejos de araras, no Largo do Boticário


Azulejos do Largo do Boticário


Azulejos do Largo do Boticário


O piso antigo do Largo do Boticário


Uma das casas do Largo do Boticário.
Nesta viveu o irmão de Nelson Rodrigues,
Roberto Rodrigues



Largo do Boticário, no Cosme Velho


Detalhe de Casa no Largo do Boticário


O Rio Carioca cruza o Largo do Boticário



Fotos: Leo Ladeira, Alexandre Siqueira.

quarta-feira, 6 de maio de 2009

Olhos de Ver... Rua do Lavradio e Lapa

Detalhes nem sempre observados pelas pessoas que transitam pelas ruas do Centro do Rio...
































Fotos: Leo Ladeira e Alexandre Siqueira.